Filmes/Séries

Resenha da semana: Mr.Nobody

Olá Nerds, Geeks e simpatizantes rs… Vamos começar o ano de 2016 com uma resenha.

Estou pensando em um projeto, onde irei publicar uma resenha de filme por semana. Só queria deixar claro que sou uma resenhista amadora, então as resenhas podem não ser tão críticas quanto a de profissionais, mas são a MINHA opinião, então se não gostarem dela, fiquem a vontade para comentar e expor a opinião de vocês. Obrigada e espero que gostem ^^

A resenha dessa semana, é sobre o Filme Mr. Nobody ou Sr. Nínguem (aqui no Brasil). Ele é uma ficção-científica Belga, lançada em 2009, dirigida por Jaco Van Dormael e tem a duração de 2h37 (um pouquinho longo eu sei rs mas vale a pena).

Basicamente o filme retrata a “vida” do personagem principal Nemo, interpretado por Jared Leto (Vocalista do 30 Second to Mars – inclusive que vai interpretar o coringa no Esquadrão Suicida, filme que será lançado esse ano), no qual é possível perceber como cada uma de nossas atitudes e escolhas, por menor que elas sejam, influenciam e podem mudar completamente nosso futuro, *detalhe, tudo isso é contado pelo Nemo do Futuro com 118 anos, o último mortal vivo em uma geração de humanos imortais.

Pra isso, é apresentado cada possibilidade do curso da vida de Nemo segundo suas diferentes escolhas, desde coisas muito importantes, como escolher ficar com o pai ou com a mãe na separação deles, ou simplesmente mudar uma frase em um mesmo contexto.

Esta obra, pode ser taxada como “confusa” porque ela dá margens a várias interpretações, é necessária uma percepção apurada dos fatos, pois é preciso perceber cada detalhe para entendê-la completamente. O final nos surpreende, porque abre a porta para mais uma interpretação, a pessoa que o assiste, fica se perguntando se tudo aquilo realmente aconteceu ou se é apenas a “visão” do garoto, como se ele pudesse realmente prever as diferentes possibilidades de realidades do futuro, ou até mesmo se ele viveu todas essas realidades graças ao Big Crunch, do qual é explicado o conceito no próprio filme (assistam e saberão muahaha).

A minha interpretação foi essa última, a relacionada ao Big Crunch, pareceu a mais ideal segundo minha imaginação rs. A obra foi muito bem feita, apesar da sua forma simples e complexa ao mesmo tempo, o sentido dela é muito profunda, envolvendo de forma brilhante filosofia e física juntos. É uma ótima oportunidade, pra quem ainda não viu, iniciar com esse filme em 2016 e já começar a refletir sobre as próprias ações.

E essa foi minha primeira resenha, planejo continuar com o projeto, então por favor, comentem e digam o que acharam, tanto da resenha, como do filme.

“Vida Longa e Próspera” e “Que a força esteja com vocês” 😉 Kissus

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s